terça-feira, 18 de dezembro de 2018

IMPOSSÍVEL não os ler em 2018!


Uma viagem pelas origens do universo é a proposta do último livro de Catarina Sobral, editado pela Orfeu Negro. Nascido de um espectáculo de teatro concebido pela autora, é também a sua primeira incursão pelos livros informativos. Impossível é resistir-lhe.


O livro recua no tempo cerca de 14 mil milhões de anos e, por entre partículas, estrelas e dinossauros, deixa respostas para muitas das questões que os mais pequenos frequentemente formulam. O que é o universo? Qual a sua origem? Quando e como começou? 
Impossível?  Parece, mas é verdade: tudo começou quando TUDO estava no mesmo sítio. 


Impossível?  Parece, mas é verdade. O universo teve origem num espaço muito pequeno,  parecido com um minúsculo ponto final. O espanto dos pequenos leitores parece ser partilhado com o dos próprios personagens que vão contando a história. 


Parece impossível, mas bem visto de perto... com uma paleta de cores fortes e alegres, uns divertidos bonecos bem ao jeito da ilustradora, um glossário no final... este é um livro que os mais pequenos não querem largar, satisfazendo toda a sua curiosidade.


Depois de Aqui Estamos Nós de Oliver Jeffers (de que falámos aqui), e Impossível de Catarina Sobral, bem podemos agradecer à Orfeu Negro por ser deste planeta!


O Inventário dos Dinossauros e o Inventário dos Mares são os dois últimos exemplares  da série Inventários Ilustrados, editada, há alguns anos, pela  Faktoria de Livros, uma chancela da editora Kalandraka. 



Com texto de Virginie Aladjidi e ilustrações de Emmanuelle Tchoukriel, estes são livros de carácter científico que se revelam preciosos auxiliares de conhecimento da natureza para pequenos e grandes leitores. 

Tchoukriel é formada em desenho científico e do seu trabalho resultam, invariavelmente, fabulosas e detalhadas imagens que nos transportam para o universo referenciado. No caso dos dinossauros, encontramos quarenta e seis espécies das setecentas já catalogadas. O Triássico, o Jurássico e o Cretáceo são alguns exemplos, que aqui podemos ver, das criaturas que habitaram a Terra há 66 milhões de anos.



No Inventário dos Mares, é da biodiversidade marinha que se fala. Os leitores ficam a conhecer cerca de uma centena de animais e plantas, alguns deles em perigo de extinção. São muitas as características e as curiosidades  que, de forma simples e apelativa, dão a conhecer espécies de crustáceos, moluscos, peixes, mamíferos e outras. A par da ilustração, surgem sempre o nome comum, o nome científico e a descrição.


Para quem não conhece esta preciosa colecção, pode ler sobre outros Inventários aqui e aqui.



Depois de Animais Selvagens do Norte, é agora a vez dos animais da metade sul do globo terrestre. É a eles que o novo volume, também publicado pela Orfeu Negro, é dedicado.



Se já nos tínhamos deleitado com o primeiro volume, este parece apresentar uma beleza estonteante, que nos deixa sem fôlego sempre que olhamos  os animais  com que Dieter Braun nos presenteia.


É certo que a humanidade não acaba se deixar de haver tigres, antas ou ocelotes, mas seria errado presumir que nós, humanos, somos o mais importante ser vivo à face da terra.”



Diverte-te na natureza selvagem! É o convite de Braun depois de nos dizer que se contam "em vários milhões, as espécies animais espalhadas pelo mundo: mamíferos, aves, répteis, peixes, insetos... ninguém sabe ao certo quantos povoam o nosso planeta. Estão sempre a ser descobertas novas espécies, mas todos os anos muitas desaparecem, sem que nos fique a esperança de voltarmos a vê-las. Até animais corpulentos e possantes, como o tigre, estão ameaçados de extinção."


A viagem faz-se por África, pela América do Sul, Ásia, Austrália e Antártida e no seu decurso vamos sendo apresentados a uma diversidade de criaturas fascinantes, conhecendo algumas das suas características, forma de vida, curiosidades... E sim, divertimo-nos muito. Com o Mandril e as suas roupas coloridas, com a fidelidade da Arara, com os pequenos e dorminhocos Coalas, com o Lagarto- dragão-de Gola... Braun bem pode continuar a viajar pelo mundo!

Estes são, sem dúvida, alguns exemplos de como os livros informativos podem ser extraordinários. Não deixem de os ver. Divirtam-se!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Festa na Casa dos Hipopómatos!


A Casa dos Hipopómatos comemora, este fim de semana, o 3º aniversário! Sábado e domingo, das 11 às 19h, vamos ter  histórias, workshops, iguarias várias & livros a preços hipopomatizados. Consultem a agenda e venham! Estamos à vossa espera.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Telefone Sem Fio. Vamos jogar?


Ainda sorrimos quando nos lembramos do tempo em que, numa roda de amigos, as gargalhadas soavam bem alto quando se chegava ao fim do jogo. O segredo tinha de ser bem guardado e transmitia-se ao ouvido de quem estava mais próximo que, por sua vez, o transmitia a outro e assim sucessivamente. Até chegar ao último que, finalmente, o revelava. 


A parte mais divertida e hilariante chega quando ouvimos o resultado e percebemos como consegue ser tão  diferente do segredo inicial. O que se perdeu, o que se acrescentou, o que se transformou... Uma deliciosa brincadeira a que a Yara Kono decidiu dar a forma de livro e dedicar aos seus "amigos do peito". Do seu planeta.


O Bernardo sussurra algo  à Madalena, que fala baixinho à Joana, que canta à Isabel, que segreda ao João... 
Hoje há festa na casa do Tiago. É esta a frase que dá inicio ao jogo.


No decurso da viagem, a frase conhece várias mutações. Lago, largo, pedaço de espargo, asa do pato, sapo, gato. Os mais pequenos divertem-se com as trocas-baldrocas de que as palavras vão sendo objecto. Mas também com o facto de entenderem que, apesar de sussurrado ao nosso ouvido, não é difícil transmitirmos algo bem diferente.


As personagens de rostos quadrados, bem ao jeito de Kono, a paleta de cores vivas e alegres, as imagens que, a cada dupla página, parecem conduzir-nos num contínuo movimento para a festa do Tiago,  tornam esta história/jogo ainda mais apelativa e divertida. 


Um livro com marca Planeta Tangerina que pode inspirar miúdos e graúdos para belos jogos no período de férias que se avizinha. Nascido num tempo em que os telefones sem fios não passavam de uma miragem, o jogo continua a ser uma brincadeira irresistível, capaz de juntar gente de todas as idades. Divirtam-se!

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Parabéns aos vencedores!






Depois de uma semana em festa, sorteámos os nomes e os livros. O resultado foi este:
Ângela Barros - Quebra-cabeças
Patricia Valério - Tomás, o traquinas
Joana Cavaco - Crocodilo e Girafa
Anabela Costa - O pirata pata de lata
Leonor Cagigal Jardim - Ursos
Parabéns aos vencedores! Enviem-nos as moradas para hipopomatos@gmail.com.
Obrigada a todos os que participaram!