sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Estamos Em Festa, Pá!


Domingo, os Hipopómatos comemoram o seu 3º aniversário! Festejamos com livros e com vocês! Com a amável colaboração das editoras Kalandraka e Dinalivro, temos livros fantásticos para oferecer! A festa está aberta. Be our guest.





Obra vencedora do VII Prémio Internacional de Compostela para Álbuns Ilustrados. Ícaro, da autoria de Frederico Delicado, é um livro para percorrer com asas!






Queridos Extintos, da já nossa conhecida Arianna Papini, apresenta-nos 20 animais que estão em vias de extinção ou que já não existem. A beleza das ilustrações,  retratos realistas, não nos deixa esquecer como é necessário e urgente intervir!




Um dos contos de Natal mais conhecidos e amados da literatura. Uma Canção de Natal, de Charles Dickens, magistralmente ilustrado por Roberto Innocenti! Dele falámos aqui.



Prémio Branquinho da Fonseca 2013. Com texto de Ricardo Gonçalves Dias e fabulosas ilustrações da Marta Madureira, O Primeiro País da Manhã é um lugar que todos vão querer visitar.













                                



O Autocarro de Rosa Parks, escrito por Fabrizio Silei e ilustrado por Maurizio A. C. Quarello. Com a chancela da Amnistia Internacional, o livro é uma homenagem à coragem de Rosa Parks, uma mulher simples que no dia 1 de Dezembro de 1955, ao permanecer sentada, recusando ceder o seu lugar a um branco, mudaria para sempre a história do movimento pela luta dos direitos civis dos negros. 
Tudo o que não podemos esquecer e queremos que os mais novos lembrem, torna este livro obrigatório!                                                                                   


Cinderela, Uma história de amor Art Déco, com adaptação de Lynn Roberts e ilustrações de David Roberts. Um clássico transportado para os anos 30, com grande dose de humor. O anterior percurso como designer de moda confere às ilustrações de David Roberts um rigor estonteante!
O que pretendemos: Venham até aqui e falem-nos sobre LIVROS!


O quê? O que vos apetecer! Falem sobre estes ou sobre  qualquer outro livro de que gostem... dos que não dispensam ler aos vossos filhos, aos vossos alunos... de um qualquer livro de que os Hipopómatos tenham falado neste último ano... de um livro que vos diga muito, ainda que não tenhamos falado dele... sobre formas de fomentar hábitos de leitura nas nossas crianças e jovens... sobre tudo o que considerem relevante sobre eles, OS LIVROS! Mas venham!

Até dia 29, contamos com todos vocês para esta FESTA DO LIVRO! 
A atribuição dos livros nada tem a ver com o conteúdo dos comentários. Apenas a sorte ditará os 6 vencedores do sorteio. 
Como sempre, o único requisito para entrar é serem nossos seguidores. Já estamos à vossa espera!

29 comentários:

angelina maria pereira disse...

O desafio é muito difícil porque há imensos livros sobre os quais poderia falar, tanto que gosto deles! Mas vou escolher um dos primeiros que li ao meu neto mais velho e me pedia e pedia para o ler e reler: " A toupeira que queria saber quem lhe fizera aquilo na cabeça". É uma história magistral que combina humor e ciência para os mais pequeninos. Depois de deixarem as fraldas não há nada mais excitante que falar dos cócós e dos xixis!! E este livro faz desfilar uma data de cócos de bichos, mostrando as formas, tamanhos e sons, arrancando gargalhadas e a grande surpresa chega sempre no final com a 'minúscula' grande vingança da toupeira!!! Imprescindível numa 1ª biblioteca. Ah! Também comprei a versão em pop-up que aumenta a diversão!

elvira disse...

Falar sobre livros? Devoro-os e por eles sou devorada.E espero que seja desta que sou contemplada!

pofpof disse...

Pois vou falar de livros como objeto. Eu como contador tenho vários tipos de livros e gosto de ver as caras de espanto de quem os vê comigo. Tenho de tudo, livros cubo, livros fole, livros pop-up, livros mala, livros puzzle, livros minúsculos, livros enormes, livros fantoche, livros teatrinho, livros com buracos, livros flip, livro caixa, livro cofre, livro monstro, livros só de ilustração, livro museu, livro jogo, livro mágico, livro estante... enfim tantos livros! Deles não me livro, dão imenso jeito. Tenho sempre um livro à mão. Servem de banco, de porta-documentos, leque, tabuleiro, base de escrita, chapéu, pala, régua, quadro, cabana para bonecas, disco voador, tampa para panela, tábua de cozinha, esconderijo para passar despercebido em público, para meter conversa, dar um ar de intelectual... para além de servir para ler!!!! É por isso que os livros fascinam-me! Tantos tão diferentes e com muitos usos!

Sofia Maul disse...

Podemos comentar mais do que uma vez? É que estou de cama e na cabeça tenho mais ranho do que cérebro.... sorte é que tenho um bom livro enfermeiro, cuidador e distraidor de queixumes.... até já.... bjñs.... ah e para quem também estiver virótico recomendo 'o segredo de santa vitória' de
robert crichton!

hipopómatos na lua disse...

As melhoras, Sofia. Com mais ou menos ranho, volta sempre! Gostamos de movimento!!!

anaritamor disse...

sem ter competências para me decidir pela escolha de um único livro... adoro-os a todos... e adoro receber os vossos posts que me deixam sempre maravilhada com os livros que me vão dando aconhecer ou relembrar...
OBRIGADA HIPOPÓMATOS... desde que vos sigo sou muito mais feliz ;)

hipopómatos na lua disse...

Obrigada Ana Rita!
Qual é o nome de seguidora?

Carla Nunes disse...

Livros, leituras e muitas aventuras se vivem na nossa biblioteca escolar! Ficamos a aguardar por uma nova! ;)

joanadacunha1981@gmail.com disse...

Gosto de livros, gosto do cheiro que se sente no ar quando abrimos um livro. Há livros com imagens mágicas que nos fazem sonhar durante anos. Obrigada aos escritores por saberem contar histórias e não histórias, e aos ilustradores que desenham e pintam momentos da história aos quais gostamos de voltar.

Liliana Jesus disse...

Ainda não tenho nenhuma destas obras, ia gostar de aumentar a minha estante de livros ilustrados!

Sobre livros, deixo-vos duas das minhas memórias literárias.

1º Livro favorito: 'Anita no Ballet.'
Tinha 2 anos, via as mesmas páginas horas a fio e praticava as posições ilustradas em frente ao espelho.

1º Livro lido em 2 dias: 'O Diário de Anne Frank.'
Tinha 10 anos e li-o em casa do meu avô. Ainda hoje me lembro da cama, do papel de parede e da janela para o quintal.

Loi et Moi disse...

Ah adorava ter todos! Todos! Adoro livros, infantis então é a minha perdição. Adoro o cheiro do papel, as ilustrações, as cores e as histórias. Fazem-me sonhar.

hipopómatos na lua disse...

Queridos amigos,

É impossível identificar-vos se usarem um nome diferente do de seguidor. Pedimos que explicitem sempre quem são, caso contrário não poderemos contar com os vossos comentários na altura do sorteio. Para os que comentam e ainda não são seguidores, não custa nada. É só clicar à direita em "aderir a este site". Participem! Obrigada.

Maria Marques disse...

Nasci com livros, cresci com livros, vivi com livros...vou morrer com livros! Pelo meio...os livros são o meu caminho, a minha estrada! Parabéns, Hipopótamos Na Lua! E ainda não tenho alguns destes!!!

Paula Almeida disse...

Os livros são também memórias. São como aquelas viagens que não nos saem da cabeça durante anos e anos. E, tal como elas, também os livros deixam saudades. Ter saudades é sentir a falta de descobrir uma história pela primeira vez e de viver, nem que seja a fingir, uma nova aventura. Por isso me fascina tanto a literatura para a infância, porque nos livros para as crianças tudo isso é elevado ao quadrado. Parabéns hipopótamos por não desistirem de contribuir para essa grande viagem.

miriam disse...

nem sei por onde começar porque, a verdade, é que já nem sei onde pôr tantos livros :D mas continuo a achar que nunca são demais. os meus filhos, felizmente, herdaram a adoração por este objecto tanto do pai como da mãe. vivemos apertadinhos numa casa recheadinha de boas e muitas histórias.

A. disse...

Selma, de Jutta Bauer, é um livro de encantar. É atual e, de tão simples, prende qualquer um.

Nuno Ferreira disse...

O mundo dos livros é um infinito de possibilidades! Quantos mais, melhor. Destes especialmente.

André Silva disse...

Escolher um livro é tarefa impossível. O mundo literário tem tanto por onde escolher que escolher só um livro seria sempre injusto.

marta disse...

O momento preferido dos meus dias é aquele em que leio para o meu filho. Quase com 5 anos, já quer ler 'à sua maneira' e nunca se cansa de me ouvir ler. Espero que ele aceite trocar papéis comigo quando aprender a ler, porque não quero perder estes momentos. E tenho a certeza de que adorarei ouvi-lo ler para mim.

Membro USk disse...

Adoro as ilustrações dos livros infantis. As minhas filhas já não têm idade para eu lhes contar histórias mas eu continuo a comprar livros ao mesmo ritmo de quando eram pequenas.
Parabéns Hipopótamos da Lua.

Miriam F disse...

A biblioteca do pequeno cá de casa tem livros que nos fazem sonhar a todos: A lagartinho muito comilona, A toupeira que queria saber quem lhe fizera aquilo na cabeça, O cuquedo, A que sabe a lua, O artista que pintou um cavalo azul, A mamã pôs um ovo, Onde vivem os monstros, Jaime e as bolotas, Ungali, O coelhinho branco, A galinha ruiva, Os chibos sabichões, Grufalão, A filha do grufalão, Frederico, Lobo grande e lobo pequeno, A zebra camila, Desculpa mas esse livro é meu, A maior casa do mundo, A minha primeira Bíblia, e outros...
E vai continuar a crescer com ele!

Miriam F disse...

A biblioteca do pequeno cá de casa tem livros que nos fazem sonhar a todos: A lagartinho muito comilona, A toupeira que queria saber quem lhe fizera aquilo na cabeça, O artista que pintou um cavalo azul, O cuquedo, A que sabe a lua, O meu avô, Onde vivem os monstros, A mamã pôs um ovo, A minha primeira Bíblia, Jaime e as bolotas, Ungali, O coelhinho branco, A galinha ruiva, Chibos sabichões, A zebra camila, Frederico, Lobo grande e lobo pequeno, Desculpa mas esse livro é meu, A maior casa do mundo, Grufalão, A filha do grufalão...
E vai continuar a crescer com ele!

Patrícia Correia disse...

Hummm… Falar de livros.. é difícil.
Nesta fase da vida gosto ainda mais de livros infantis. Tenho uma pequenina lá em casa que já tem o bichinho do livro e não dorme sem, a correr bem, ouvir duas histórias contadas ora pela mamã ora pelo papá.
São tão mágicos os momentos que passamos com os livros!
Na semana passada ofereci-lhe “o cuquedo”…adorou! Ao longo do dia lembra-se e diz “ Mamã o cuquedo? Buuuu. Está na selva está?”
Vamos ver se temos a sorte de ler estes livros que estão a oferecer! 

Rute Costa macedo disse...

A paixão pelos livros é imensa. Começa em criança e desenvolve-se pela idade adulta. Começei com livros como a condessa de Segur, Irmaos grimm e hoje espero honestamente que os meus filhos nao descurem a leitura- tão importante poder sonhar ...

Paula Bombas disse...

Estes livros são como passear num mundo de descobertas, num mundo imaginário.
A leitura deve fazer parte do universo da criança mesmo antes de aprenderem a primeira letra e pode ser decisiva na formação da sua personalidade.
Os Hipopómatos têm sempre uma sugestão adequada a cada caso, a cada data, a cada época e para qualquer idade.
Obrigada por existirem e que existam durante muitos, muitos, muitos anos...

Elisabeth Ventura disse...

A hora da história foi sempre um momento de entusiasmo e aconchego...
Por isso, mais uma história que nos proporcione momentos de magia será sempre bem vinda.
Parabéns Hipopómatos Na Lua

Rita Balixa disse...

Humm livros...adoro livros. Olho para os meus livros e fazem-me sorrir, lembram-me dias bons ou menos bons, pessoas queridas, momentos especiais, têm histórias para além da história que guardam impressa. Uma das prateleiras da minha estante podia-se chamar o hospital dos livros com defeito. Quando encontro livros meio estragados de que gosto não resisto a trazê-los para casa, limpo-lhes a capa, colo a lombada e é uma maravilha vê-los recuperados. Chego até a sentir-me uma salvadora dos livros aleijados.

elvira disse...

ansiosamente à espera

Paulo Almeida disse...

espero poder prosseguir a minha doença com mais uns livros